domingo, setembro 02, 2007

carta pra passado

hoje eu me escondi num canto escuro da rua e desfaleci o inferno de dentro num mar de lágrimas. eu chorei até fazer daquela água suja um troço, uma imundice de mim, um acumulo de amargura. e, despida de tanta loucura, desamparo de me encontrar em mim, veio uma coisa muito forte. as lágrimas começaram a fluir cada vez mais intensas e foi porque eu lembrei de você. e lembrei de um amor por você que eu tinha engulido, que eu tinha esquecido. lembrei de um joão que já não é mais. e me deu tanta saudade. tanta saudade. e eu até te liguei nesse desespero. mas voce nao atendeu. é que eu precisava de voce naquela hora. mas só de voce. e do joão que foi e eu já não sei se é mais. que eu nunca mais vi em bar, esquina nenhuma. um joão que tinha ingenuidade, paixões, e esperanças. que gostava de drummond de peito aberto. que me dizia que nos relacionamentos ninguém perde, ninguém ganha. um joão que eu tomava com exemplo, que eu achava que nunca mais ia perder. um sei lá. um amigo. um amor.

2 comentários:

Anônimo disse...

um joão que não fala palavra alguma hoje em dia, literalmente

juba disse...

não sou de leão, sou de aquário. e é o signo que você não gosta com o ascendente que você não gosta. quiçá você goste da minha lua. quiçá você entenda que a minha fase de bosta só quer voltar a comer umas frutas e parar de beber.

também te amo.