domingo, setembro 16, 2007

gutural

mãos dobradas por cima das falanges,
os céus que abatem a vegetação rasteira
nele o mar bate.

eu não me importo,
só um pouco ao menos,
pra que eu possa ganhar ar (e tempo).
cada dia que passa, eu não tenho medo.

Um comentário:

Bruno disse...

"O melhor esconderijo, a maior escuridão, já não servem de abrigo, já não dão proteção.
A Líbia bombardeada, a libido e o vírus, o poder, o pudor, os lábios e o batom."
Engenheiros do Hawaii - Alívio Imediato