quinta-feira, agosto 14, 2008

liberdade

sobe as sobrancelhas. as mãos abraçadas no cerne da mesa. o olhar defendido, embora prometa entregas completas. - agora é a hora da verdade -. então se existisse tal coisa como o tarô das neuroses, angustias, perversões e traições, o abriria frente aqueles olhos malvados.
e menos que o tarô, existe a verdade. coisa pouca, coisa rala. verdadeiro arranjo arbitrário do momento. mais existe a mentira. a mentira de inventar a verdade. e esperar do momento algo para além de si mesmo.
além,
aquém,
adeus.

Um comentário:

mirian disse...

as vezes você é tão louca que eu acho que você é apenas louca.