segunda-feira, abril 27, 2009

dante

na escuridão da selva,
de outro homem,
me encontrei.

às portas do inferno
não soube me decidir
para que lado ia.

acabei pela covardia
de não subir morro algum
e perder toda a vista.

no limbo entre passado
e futuro permaneço
estática e sem tempo.

só medo sem desejo
temo o som do vento
passando pelas folhas.

3 comentários:

Maria Negrão disse...

pode ir pro livro?

Ládentro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
aneths disse...

sim! vai juntando!