quarta-feira, dezembro 20, 2006

crazy.

li com certa dor, porque eu sei que de qualquer forma você não sabe se entregar, digo fenomenologicamente. que adianta você falar de mim? se pra você qualquer nome serve.



não que pra mim não sirva, e não que você não ame a todos. mas é como se fosse diferente. é igual, mas é diferente. pra mim eu me entrego na esperança que alguém possa entender. você tem medo. de qualquer maneira. e eu não sei quando você pode me entender. catzo.

todas as mulheres são malucas.

2 comentários:

juba disse...

"era um caminhão, era um caminhão carregado de botões de rosa... eu fiquei maluca.."

Marininha disse...

rs...sim todas sao malukinhas...