sexta-feira, agosto 11, 2006

deltas de vênus

não, não quero seu casaco,
não, não quero seu amor.
a maior homenagem é o silêncio,
testemunhando cada um.

de que valem sonhos e copos de cerveja?
se você não sabe como todo dia eu canto no banheiro,
os trantornos bipolares, os vícios de linguagem,
as cicatrizes.

descubra minhas pintas,
descontrua meu passado.
e aí sim,
terá verdade no que eu digo.

Um comentário:

lau disse...

fenomenologia + pituca + livro pornô?? adorei