segunda-feira, setembro 25, 2006

erosão

resigno aos acordos unilaterais,
apesar de tudo cedo aos ímpetos.
acordo cedo,
as primeiras luzes da manhã
são certas.
agarro sua mão com toda a força
e dor que tive,
(luz inevitável).
desenho a parede com resquícios,
os medos,
e além do nada que me resta,
a rejeição, profunda e branca.

2 comentários:

acelga,alcachofra,quero-muito-uma-sopa disse...

rejeição bicho?

Anônimo disse...

sopa nada. quero um abraço seu.