quarta-feira, setembro 27, 2006

ímpar

nada é igual
singular soma mais um
só assim
natural.
ainda
prefiro a vida de par
em par.

3 comentários:

Marina Arruda disse...

Ana e suas reflexoes...
Achei engraçado o texto da infancia, rs...
Beijos.

juba disse...

matemática maluca!

Anônimo disse...

Você podia ao menos me contar uma história românticaaaaa!..


Saudade me mata.
Sobre te amar: complexo e gostoso.