sábado, outubro 14, 2006

cambaio

o sol azulejar o dia, nos passos dispersos e livres, vem me fazer companhia, além do teu útero, macio e leve. apesar de toda tristeza, me escorre puro assim - belo, pelos poros que além de tudo meus, também tem sua beleza. beijos enfim na tua bochecha, esparramando-se pelos teus restos, chego em casa enquanto amanhece e cessa o pensamento.

Um comentário:

Marininha disse...

Lindo...