quarta-feira, dezembro 21, 2005

O sétimo retrato do Desespero

Desespero se lembra.

é uma recordação peculiar e chata,
na qual as coisas se tornam desoladoras e atadas à escuridão.
Existe alegria aqui,
é claro,
e amor,
e carícias.
A presença que faz
o presente ser absolutamente
insuportável.
Sem triunfo,
sem amor,
sem alegria
o trabalho dela seria em vão.

post da ju.

5 comentários:

Iara disse...

Ver quem somos nós? Como assim? Acho que eu não entendi o seu comentário.

Iara disse...

Aha, agora sim. Não vi ainda, vou ver, eu entendi algo muito mais subjetivo, uahahaha... beijos.

ledinha disse...

eu estou a embrulhar presentes...
quero ser boazinha pra ganhar presentes do velhinho safado..quando pensei a ana é tão inteligenteeee...e vim aqui dizer isso
ah e te comrpei um presente blé:)
bjos

Hug disse...

Feliz Chanucah, sua comunista

mari disse...

pode ser segunda sim