quinta-feira, dezembro 01, 2005

todo tempo do mundo

é tão morno se apaixonar... lentamente, como o adormecer... e quando se encontra durmindo, não quer mais acordar... pensar uma vez, depois duas vezes, até que de repente, o outro é quase você, é tão seu, por ser tão dele, que se quer rir de tudo... e se é feliz pelas razões mais simples, porque fez sol ou porque fez chuva... o que importa são saudades...

Um comentário:

eu disse...

sueca caiu de amores!