quarta-feira, maio 26, 2010

sim

eu sinto o seu bafo quente me seguindo enquanto olho para frente.
a luz branca que emana dá um brilho estranho aos olhos.
se sinto esse calor que vem de você não sei...
se é por verdade que nessa cidade distante te sinto perto,
ou se quero
e acho que isso basta.

a verdade como sempre é crua:
não te vejo e do que te tenho é tudo pouco,
a imaginação nua
de um tempo que foi ou que virá.

Um comentário:

Bernardo Gonzalez disse...

As vezes parece que já não te entendo. to tão longe